Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008
Biografia De Neca Carneiro

   Manuel de Sousa Carneiro - Neca Carneiro -  homem influente e abastado foi o proprietário da quinta da paulicêa e um importante cidadão de Águeda e por isso vamos falar um pouco sobre ele e sobre as  suas contribuições à nossa cidade.

   Nascido a 6 de Setembro, em São Paulo (Brasil), para onde seus pais, Aguedenses, emigraram, cedo veio para a sua terra do coração - Águeda - onde viu morrer os seus irmãos e familiares com  a Pneumónica. Era tempo do pós Guerra Mundial (1914-18), em que a juventude portuguesa participou. Havia carências em todos os domínios da sociedade aguedense e no Portugal em geral.

    Neca Carneiro, espírito vivo e irrequieto, cedo comecou a interessar-se pela vida social, cultural, recriativa e associativa de Águeda, numa época em que quase não havia luz eléctrica, rádio, poucos telefones, nem o transporte automóvel estava vulgarizado. Também não havia, como é evidente, a televisão para informar.

    Neca Carneiro deu corpo ao Associativismo Aguedense, e é vê-lo a ser dos primeiros a colaborar na fundação dos Bombeiros, onde foi Soldado da Paz, Director e Comandante; foi fundador do Recreio Desportivo de Águeda, onde foi jogador, Treinador e Director, sendo  o promotor da inauguração do Campo de S. Sebastião, onde hoje se encontra a Praça do Município; foi dos primeiros do renascimento do Orfeão de Águeda, onde foi Orfeonista, Director e dinamizador cénico do Teatro; foi precursor  do folclore em Águeda e era vê-lo a ensaiar os  Ranchos Infantis nas festas escolares, a participar no Rancho de Águeda, a fundar e a dirigir o Rancho de Recardães que depois da sua morte se passou a designar  "Rancho Manuel Sousa Carneiro"; foi o organizador e ensaiador do Rancho Conde de Sucena e da Baixa de Águeda, que colaboraram nas Festas da Vila e em espectáculos para o Cortejo das Colheitas do Hospital; esteve nos primórdioss do Rancho do Cabo, de Assequins; foi baterista do Águeda-Jazz; participo e organizou espectáculos, não só em Águeda, como na Bairrada e até em Lisboa, etc.

   Temos que integrar a vida social de Neca Carneiro, noo tempo em que viveu a sua juventude e na época áurea da sua actividade. A Europa e o Portugal viviam as agruras e as carestias de vida, proporcionadas pela Segunda Guerra Mundial (1939-45) e Neca,nestra época, dinamizava a sociedade aguedense e motivava-a para a participação nos eventos sociais, culturais e recreativos. Eram uma Águeda em movimento.

   Os Aguedenses, dos mais jovens aos menos jovens, seguiam-no e ouviam-no. Com essa acção e com a sua iderança contribuiu para o desenvolvimento socio-cultural de Águeda, incluíndo a todos, que com ele colaboravam, o espíritode são bairrismo, da solidariedade humana e do associativismo em prol da comunidade aguedense.

   Neca Carneiro era um humanista. Não foi um homem comum, pois desses não reza a historia...e porque Neca Carneiro foi solidário, Amigo do seu Amigo, que se douou à sua e à nossa Águeda e porque é um homem maior do que o seu tempo. 

   

                              



Publicado por ofuturopassaporagueda às 20:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Sobre Nós...
.Últimos Posts

. Palestra

. Aviso..

. Dá a tua opinião - Votaçã...

. Fórum

. Parque Temático

. Paulicêa Radical

. Portugal dos Pequeninos

. Colectânea de bares

. Centro Cultural Aguedense

. Parque Tecnológico

.Arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Favoritos

. Convite aos blogues

.Patrocínios e Apoios
.tags

. todas as tags

blogs SAPO
.subscrever feeds